sábado, 25 de julho de 2015

[Aquisições] Collection Haul 2015 – Parte 7 / A


Estou de volta com mais aquisições! Essas postagens são muito grandes, eu sei, principalmente com uma quantidade enorme de fotos (e essa é a razão pela qual essa postagem vem separada em duas partes: A e B). Mas é que, às vezes, é tão difícil encontrar informações realistas sobre alguns produtos, que eu fico pensando que talvez essas minhas postagens possam ajudar alguém que queira saber mais sobre um livro, por exemplo, antes de comprá-lo.

Neste tipo de postagem, eu não costumo muito falar sobre o conteúdo dos produtos. Por exemplo, dar informações sobre a história, o enredo de um filme ou a qualidade literária ou artística de uma determinada obra etc. Apenas compartilho informações relevantes sobre a qualidade do produto enquanto objeto de coleção. Penso que pessoas como eu, que colecionam certas obras, já tenham em mente razões bem definidas de por que as compram. Então, eu acho que justificar a qualidade de tais obras aqui seria irrelevante, embora algumas vezes, eu ainda o faça.

Contudo, esse não é o foco. O objetivo mesmo é fazer comentários rápidos e trazer fotos que mostrem detalhadamente o produto, uma vez que as imagens e as descrições nos sites muitas vezes não ajudam muito e nos deixam cheios de dúvidas. Há diversos canais (Youtube) que abordam conteúdo parecido. Mas mesmo em vídeos, nem sempre dá para ver detalhadamente e, em alguns, não se mostra o que a gente realmente quer ver. Nesse aspecto, acho que muitos blogs são melhores.

A lista desse conjunto de aquisições traz:

1.   As Cobras ~ Luis Fernando Verissimo (Objetiva) QUADRINHOS
2.   As Impurezas do Branco ~ Carlos Drummond de Andrade (Companhia das Letras) LIVRO
3.   Contos Maravilhosos Infantis e Domésticos ~ Irmãos Grimm (Cosac Naify) BOX DE LIVROS
4.   Esto No És Todo ~ Quino (Ediciones de la Flor) QUADRINHOS
5.   Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda – Edição Comentada e ilustrada ~ Howard Pyle ~ Tradução: Viven Kogunt Lessa de Sá / Apresentação: Lênia Márcia Mongelli / Ilustrações originais de Howard Pyle – Clássicos Zahar (Editora Zahar) LIVRO
6.   O Lobo do Mar – Edição Comentada ~ Jack London ~ Tradução: Daniel Galera / Apresentação: Joca Reiners Terron / Ilustrações: WJ. Aylward – Clássicos Zahar (Editora Zahar) LIVRO
7.   Tarzan – Edição Comentada e ilustrada ~ Edgar Rice Burroughs ~ Apresentação, tradução e notas: Thiago Lins / Ilustrações: Hal Foster – Clássicos Zahar (Editora Zahar) LIVRO
8.   Gregório de Matos – Poemas atribuídos Códice Asensio-Cunha – Vol. 4 ~ Edição e estudo: João Aldolfo Hansen e Marcelo Moreira – (Autêntica) LIVRO
9.   Pra que todos entendais Poesia atribuída a Gregório de Matos e Guerra – Letrados, manuscritura, retórica, autoria, obra e público na Bahia nos séculos XVII e XVIII – Vol. 5 ~ Edição e estudo: João Aldolfo Hansen e Marcelo Moreira – (Autêntica) LIVRO
10.         Gregório de Matos – Poemas atribuídos Códice Asensio-Cunha ~ Edição e estudo: João Aldolfo Hansen e Marcelo Moreira –  Vol. 3 (Autêntica)  LIVRO
11.         Persépolis Completo ~ Marjane Satrapi ~ Trad. Paulo Werneck (Quadrinhos na Cia.) GRAPHIC NOVEL
12.         Poética ~ Ana Cristina Cesar (Companhia das Letras) LIVRO
13.         Durante Aquele Estranho Chá ~ Lygia Fagundes Telles (Companhia das Letras) LIVRO
14.         A Hora da Estrela ~ Clarice Lispector (Rocco) LIVRO
15.         Poesia Completa de Cecília Meireles ~ Cecília Meireles (Nova Fronteira) BOX DE LIVROS
16.         Steins;Gate #1 ~ Yomi Sarachi (JBC) MANGÁ
17.         The Strain – Book Two: The Fall ~ Guillermo Del Toro & Chuck Hogan’s / Roteiro: David Lapham / Arte: Mike Huddleston / Coloração: Dan Jackson (Dark Horse Books) GRAPHIC NOVEL
18.         Lavagem ~ Shiko (Editora Mino) GRAPHIC NOVEL
19.         Rakushisha ~ Adriana Lisboa (Objetiva) LIVRO
20.         As Brumas de Avalon vol. 1 ao 4 – Marion Zimmer (Imago) CONJUNTO DE LIVRO
21.         100 Fábulas Fabulosas ~ Millôr Fernandes (Record) LIVRO
22.         Zero Eterno #1 ~ História original: Naoki Hyakuta; Arte: Souichi Sumoto (JBC) MANGÁ
23.         Green Blood #2 ~ Masasumi Kakizaki (JBC) MANGÁ
24.         Green Blood #3 ~ Masasumi Kakizaki (JBC) MANGÁ
25.         Green Blood #4 ~ Masasumi Kakizaki (JBC) MANGÁ

Antes de comentar os títulos relacionados acima, abrirei um espaço para mostrar a minha edição de “Baladas” que foi o último livro adquirido da minha coleção de livros da Hilda Hilst lançados pela Globo Livros. Primeiramente, eu fiz a compra dessa edição na Amazon.com.br junto com outros três livros que eu queria muito. Um deles foi despachado só depois: “Cartas Extraordinárias”. A encomenda com os outros três, que incluía “Baladas”, infelizmente, foi extraviada. Isso mesmo! Foi a primeira vez que uma compra minha feita na Amazon brasileira sumiu.

Bom, eles fizeram o reembolso, mas eu queria mesmo os livros. Infelizmente, um deles era o último disponível! E eles não podiam simplesmente reenviar os demais que ainda estavam no estoque. Eu teria que comprar novamente os outros dois livros. Fiquei bem chateada e resolvi pechinchar em outras lojas. Pois apenas um dos três me interessava comprar diretamente da Amazon, pois não tinha em canto nenhum! E foi então que comprei “Baladas” pela Livraria Cultura, pois o preço final (com o frete) ficou mais em conta. A lombada (e parte da capa também!) veio um pouco amassada, mas não é nada que comprometa o livro seriamente. Essa edição já foi mostrada aqui na postagem em que falo da minha coleção de Hilda Hilst.




Agora, vamos aos livros desse conjunto. Luis Fernando Veríssimo é outro autor, cuja obra completa desejo ter. São muitos livros! Aos poucos eu vou adquirindo. “As Cobras” é uma antologia definitiva que contém uma seleção composta de umas 470 tirinhas (de mais duas mil!) ao longo de quase 200 páginas em papel couché! Já é um dos meus livros favoritos! A capa tem um fundo que dá a impressão de ser texturizada em alto relevo, mas não é! Ok? Ela é bem lisinha.








Outro autor que já passou por aqui e que também estou colecionando é Carlos Drummond de Andrade. Comprei o livro “As Impurezas do Branco” (também na Amazon.com.br) e passei muita raiva!!! O livro veio dentro do plástico, mas veio todo sujo! Fiquei na dúvida se ele saiu assim da gráfica ou foi plastificado novamente com essa capa imunda. Vou reproduzir aqui meu comentário indignado postado no site da Amazon:

Tenho planos de adquirir toda a obra de Drummond que a Companhia das Letras vem lançando, mas percebi que pela Amazon está se tornando um péssimo negócio. É o segundo livro que compro pelo site e que recebo com aspecto de velho. O mais bizarro é que curiosamente o livro veio embalado num plástico. Isto é, é como se tivesse saído da gráfica como novo, mas tão logo se tira o plástico, nota-se a sujeira sem fim presente na capa do livro, o que me faz realmente questionar a procedência dessa embalagem. Estou muito decepcionada com esta aquisição. A obra de Drummond recomendo sempre, mas não pretendo mais adquirir os outros títulos dessa coleção (que são todos de capa branca) pela Amazon. O que é uma pena. Portanto, duas estrelas é a minha avaliação para o produto adquirido e não para a obra de Drummond.

Olhando assim o livro ainda no plástico, nem dá para notar a sujeira.

Esse livro tem aspecto de novo? Eu acho que não.




Só não solicitei a troca, pois além desse processo ser demorado é chato demais!!! Eu limpei o livro com tudo o que pude, com todo o cuidado para não estragar e consegui limpar a capa. Ainda bem! E eu não pretendia mais comprar outros livros de Carlos Drummond de Andrade na Amazon, porque além de ter ficado realmente chateada, eu fiquei apreensiva, achando que poderia acontecer o mesmo. Mas eu fui vencida por uma promoção. Ainda bem que esse outro chegou em excelente estado!

Essa é a capa depois de uma sessão de limpeza.

Não ficou perfeito, mas melhorou e muito!

“Contos Maravilhosos Infantis e Domésticos”, edição da Cosac Naify de textos dos Irmãos Grimm, não é só uma edição bonita. As ilustrações de J. Borges incrementam a obra fazendo desse conjunto uma verdadeira obra obrigatória na biblioteca de quem aprecia as narrativas dos Grimm e também a arte das xilogravuras. Os detalhes da parte interna dos livros só mais adiante em um "Fora da Caixa".

A caixa não é muito resistente, tanto que a minha veio que uma pequena avaria num dos cantos inferiores (conforme foto mais abaixo). Ah, eu só o tiro o plástico das caixas parcialmente, numa tentativa de mantê-las conservadas por mais tempo. Os livros são muito coloridos até mesmo nas páginas e na cor das fontes. As capas apesar de não serem duras, são do tipo cartonado duplo. O que é bem bacana. E as ilustrações das capas são vernizadas. Enfim, é uma edição bem caprichada.










Como amante de quadrinhos e fã do trabalho do cartunista argentino Quino, eu não poderia ignorar “Esto No És Todo”. Comprei essa edição totalmente no escuro: sem ter visto nenhuma resenha ou foto interna. Apenas vi que na ficha técnica que era uma edição da Ediciones de la Flor, mesma editora do minha edição argentina de “Toda Mafalda”. Eu quase surtei quando essa edição chegou e vi muitos cartuns que eu já conhecia e que já usei, inclusive, em sala de aula. Essa eu dei de presente para o meu marido, pois tem muitos quadrinhos hilários retratando o tema do casamento. Mas o livro acaba sendo um pouco meu também! A edição é de 2012, tem capa dura e 525 páginas.








Quem resiste a essas edições comentadas e ilustradas da Zahar? Eu não consigo. Quero todas! Comprei “Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda”, “O Lobo do Mar” e “Tarzan”. A capa da edição de “O Lobo do Mar” não contém a informação “ilustrada”, mas ela contém as ilustrações da edição original feitas por W.J. Aylward. Recentemente, também comprei “20 Mil Léguas Submarinas” de Jules Verne.
























Essa capa me deixa tonta!


Não me pergunte como as folhas de guarda desses livros mudam de cor nas fotos. rs









Como eu já tinha iniciado a coleção “Gregório de Matos” que mostrei aqui, achei melhor completá-la logo e, por isso, comprei os outros três volumes: o volume 3 e 4 “Gregório de Matos – Poemas atribuídos Códice Asensio-Cunha” e o volume 5 “Pra que todos entendais Poesia atribuída a Gregório de Matos e Guerra”. Não tenho pressa para ler esses livros e também não sei quando vou lê-los.







“Persépolis Completo” da Marjane Satrapi é mais um daqueles que estavam à espera na minha listinha de desejo. Provavelmente, vou ler esse livro ainda neste ano, pois aparecem trechos da história em um dos livros didáticos que estou usando para lecionar. Gostei da edição. A capa é bem bonita. E a história parece ser interessante.












Meu primeiro contato com a poesia de Ana Cristina Cesar foi há uns onze anos quando li dela “A Teus Pés” e desde então, sua escrita sempre ficou marcada em minha memória. Comprei “Poética” que além de ter essa obra que li traz também “Cenas de Abril”, “Correspondência Completa”, “Luvas de Pelica”, “Inéditos e Dispersos”, “Antigos e Soltos” e outros poemas inéditos.

A edição tem posfácio de Viviana Bosi e traz outros extras. Só senti falta de umas páginas em papel couché com fotografias da autora. A gente tem que se contentar com a da capa e da orelha que é bem pequena. Eu não me recordo qual dos livros que li dela que tinha fotografias, pois eram emprestados de uma professora da Universidade. Apesar disso, a edição é muito linda! Vale a pena pela estética e pelo conteúdo.













Estou perto de terminar a coleção de Lygia Fagundes Telles com essas capas maravilhosas! Comprei “Durante Aquele Estranho Chá”.  Agora fica faltando: “Passaporte para a China”, “As Horas Nuas”, “A Noite Escura e Mais Eu”, “A Disciplina do Amor” e “Ciranda de Pedra”.

Outra coleção que também quero completar ainda neste ano é a de Clarice Lispector. Não que a edição da Rocco seja irresistível, mas pelo meu projeto de concluir a leitura de toda a obra da Clarice. A primeira obra dela que li na íntegra foi “A Paixão Segundo G.H.” há uns doze anos. E era uma edição excelente (a capa, ao contrário, era horrível!) porque tinha até uma entrevista enigmática com a Clarice, da qual nunca me esqueci. No dia que lançarem uma coleção decente de obras da Clarice com extras, incluindo fotografias dela, entrevistas etc., eu entro em colapso, pois vou querer e, provavelmente, terei que desfazer desta.

O chato é investir dinheiro em algo que você sabe que é substituível. Fazer o quê? Eu poderia ficar com a edição para Kindle. Mas, juro, já tentei ler Clarice na versão ebook. Foi “Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres”. Não deu. A escrita da Clarice é como a da Hilda Hilst. São escritas peculiares e eu fico sempre achando que a versão ebook está me traindo com alguma edição mal feita do texto. Então, decidido! Clarice só em livro mesmo.



Eu volto na próxima postagem com a continuação dessas aquisições. 

~Nana~

Nenhum comentário:

Postar um comentário

コメントをありがとう! Obrigada pelo comentário!